• Pregão Presencial
    05/2018
    Pregão

    Processo 10/2018, do tipo Menor Preço Global, tendo por objeto a contratação de empresa para fornecimento da licença de uso de software por prazo determinado (locação), com atualização mensal.
    +Detalhes
  • Chamada
    Pública
    Chamada Pública

    Chamada Pública para Compra da Agricultura Familiar - Agricultores e Empreendedores de Base Familiar Rural Organizados em Grupos Formais e Informais destinados ao preparo da merenda escolar.
    +Detalhes
  • Pregão Presencial
    03/2018
    Pregão

    Processo n° 07/2018, do tipo Menor Preço Unitário, tendo por objeto a aquisição de gêneros alimentícios perecíveis (carnes e embutidos), destinados à manutenção da merenda escolar.
    +Detalhes
  • 1
  • 2
  • 3

O time sede do campeonato brasileiro de hóquei sobre patins, categoria sub-20 ficou com a taça de vice campeão, perdendo para o time de Pernambuco, o Sport Clube do Recife numa partida pra lá de emocionante que terminou com o resultado 4x2.

 

Essa é a primeira vez que a cidade é sede de um campeonato brasileiro e segundo o diretor de esporte, lazer e recreação, Adalto Bianco, superou todas as expectativas. “ Fizemos de tudo para que tudo saísse perfeito. Todos os jogos correram dentro da normalidade, o público está de parabéns pois se fez presente durante todo o campeonato e com a ajuda da secretaria municipal de educação, pudemos dar aos atletas um ótimo alojamento durante esses dias” afirma

Segundo o prefeito, Jamil Seron, esse campeonato veio a calhar como uma forma de incentivo ao esporte que é novo na cidade. “ É uma honra poder sediar um campeonato desse porte em Tabapuã, pois além de ser um incentivo para os atletas da cidade, mostra que o esporte em qualquer modalidade deve ser incentivado, todos estão de parabéns e espero que venham mais campeonatos assim para a cidade.” Diz o prefeito.

 

Para o presidente e técnico do time Tabapuanense, o segundo lugar não é motivo para choro. “ Pela primeira vez chegar numa final de um campeonato brasileiro e competindo com as melhores equipes do país, realmente é muito bom. Queríamos sim dar de presente para a cidade o caneco, mas não deu, porém não vamos abaixar a cabeça, nossa escolinha vai continuar a 1000 e bola pra frente, outros campeonatos virão.” Afirma Leandro Crippa.

Segundo a equipe organizadora, só na final o público estimado foi de 600 pessoas. “ Temos que agradecer e muito a população tabapuanense pelo carinho e pela presença em todos os jogos, a força da torcida nos animou muito, sem contar que eles nos deram a força que precisávamos quando o jogo terminou”. Conta Leandro.