• Concurso Público
    01/2022
    Convocação

    Ficam convocados na forma legal, para comparecerem no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Tabapuã, Estado de São Paulo, situada na Av. Rodolfo Baldi 817, no prazo de 05 (cinco) dias úteis...
    +Detalhes
  • Convocação
    Geografia
    Convocação

    Ficam convocados os candidatos classificados no Processo Seletivo 01/2022, para comparecerem no dia 27/02/2024, às 08h00, para a Atribuição de Aulas em substituição.
    +Detalhes
  • Destaque
    no xadrez
    Xadrez

    A equipe de xadrez tabapuanense, composta por 15 enxadristas, participou, no dia 17 de fevereiro, do Festival SESC Verão de Xadrez em Araraquara/SP.
    +Detalhes
  • Concorrência
    Eletrônica
    Concorrência Eletrônica

    Contratação de empresa, em regime de empreitada por preço global, para execução de obras e serviços de recapeamento asfáltico em diversas vias do município de Tabapuã/SP.
    +Detalhes
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4

A Prefeitura de Tabapuã, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vem a público reforçar que já está atuando dentro da nova recomendação do Ministério da Saúde (MS) em vacinar crianças entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias. Essa é uma medida que passou a ser obrigatória desde o início de janeiro deste ano, incorporando o Calendário Nacional de Vacinação das Crianças, com meta de alcançar 90% do público alvo.

A vacina está sendo ofertada gratuitamente na Unidade Básica de Saúde que tem o horário da Sala de Vacina ampliado de segunda e quinta-feira, das 7 às 19h, para as crianças da referida faixa etária, não vacinadas e ou com o esquema das vacinas de rotina incompleto - de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação Infantil.

De acordo com a Nota Técnica do MS a meta da vacinação das crianças é a redução dos casos graves e de óbitos causados pela Covid-19, pretendo alcançar pelo menos 90% da população prioritária (crianças entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias). O alcance da meta de vacinação está diretamente vinculado à completitude do esquema primário de vacinação.

Neste momento, as vacinas Covid-19 recomendadas para as crianças da faixa etária indicada serão: vacina Pfizer Pediátrica Baby (mRNA – frasco de tampa vinho); vacina CoronaVac (inativada) e, a vacina Pfizer Pediátrica Baby (mRNA - frasco de tampa vinho) será utilizada na rotina; a vacina CoronaVac poderá ser utilizada na população de 3 e 4 anos de idade em situações específicas, como: resgate de crianças não vacinadas na idade recomendada, falta do imunizante recomendado na localidade ou contraindicações à Pfizer pediátrica baby.

O documento de recomendação ainda lembra que a COVID-19 é a maior pandemia da história recente da humanidade e apesar da incidência e mortalidade atuais serem menores que registradas em anos anteriores, continua sendo um sério problema de saúde pública.

A análise realizada pelo MS indica a seguinte situação epidemiológica: os dois extremos de idade, ou seja, os menores de 1 ano e os maiores de 60 anos, incluídos os portadores de comorbidades, são populações consideradas mais vulneráveis às complicações e óbitos atribuíveis ao SARS-Cov-2 (vírus da família dos coronavírus), sendo assim, estratégico vacinar esses grupos contra a COVID-19.

Vacina Pfizer Pediátrica Baby (mRNA) - (tampa vinho) - crianças de 6 meses a 4 anos de idade 

O esquema é de 3 doses, sendo que a primeira dose deve ser administrada aos 6 meses, a segunda dose aos 7 meses e, a terceira dose aos 9 meses de idade. No entanto, todas as crianças entre 6 meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias podem receber três doses (1ª dose + 2ª dose + 3ª dose) da vacina Covid-19 Pfizer (frasco de tampa vinho). 

O intervalo recomendado é de 4 semanas entre a primeira e a segunda doses e 8 semanas entre a segunda e a terceira doses.

Vacina Pfizer Pediátrica (Tampa laranja) 0,2 ml - crianças de 5 aos 11 anos

Iniciar ou completar esquema com 2 doses, intervalo de 4 semanas. Crianças pertencentes aos grupos prioritários fazer reforço a cada 6 meses ou anual. 

A partir de 12 anos - Pfizer Bivalente - 0,3ml

Iniciar ou completar esquema com Pfizer Bivalente (2 doses com intervalo de 4 semanas) e depois uma dose a cada 6 meses ou 1 ano, para pacientes pertencentes aos grupos prioritários.